Mais a visão se aprofunda,
mais estrelas se percebem,
na escuridão...

8 de novembro de 2018

Marcas


Ainda posso tocá-las,
ler e reler o Braille energético
de suas histórias.

Marcas imemoriais,
as que mostrei e as que jamais revelei,
em meu corpo, minha mente,
meu coração, meu espírito.

Sobre cada uma delas,
colei remendos de aprendizado.

Sobre as de ira, escrevi "mansidão",
sobre as de inconformismo, escrevi "compreensão",
sobre as de mágoa, escrevi "perdão",
sobre as de decepção, escrevi "paciência",
sobre as de dor, escrevi "resiliência".

out.2018 - nov.2018