Mais a visão se aprofunda,
mais estrelas se percebem,
na escuridão...

25 de outubro de 2012

Pai do nosso Brasil



Pai nosso,
do céu da minha terra, a cruz de estrelas,
Vosso símbolo, nos abençoa.

Santificado seja o Vosso nome,
iluminando os corações
dos néscios e pobres de espírito,
em suas escolhas, nossos destinos.

Fazei do meu país o Vosso reino.
Prevaleça a Vossa vontade
sobre os que odeiam o azul profundo,
os que se servem do Vosso nome para fins abjetos,
os que iludem Vossos filhos desfavorecidos,
tomando para si o que provém de todos.

O pão nosso de cada dia nos dai hoje.
Que o pão da Vossa luz,
que jamais pede em troca o nosso arbítrio,
alimente nossos espíritos, mentes e corpos.

Perdoai as nossas ofensas.
Perdoai-nos por jamais perdoarmos estes ofensores.

Não nos deixeis cair em tentação
de agirmos com a vilania dos que hoje nos agridem,
vilipendiam as potencialidades e o futuro dos nossos filhos,
rindo de nós, rindo de Vós.

Livrai-nos definitivamente dos perpetradores do mal,
que vêem nesta terra a sua morada,
reconduzindo-os, todos, à sua essência coletiva,
ao seu espaço original, no pior dos infernos.

Amém.

Que, acima de tudo, independendo de sua crença (ou descrença), prevaleça o pensamento livre, equilibrado.
Comunique-se com o "seu" Criador, pedindo luz, força, disposição e meios para modificar definitivamente os caminhos, os valores, o ambiente humano, e os destinos do nosso País.

25.07.2010, rev. 25.10.2012